Taking too long? Close loading screen.

Arteterapia

Arteterapia é um processo terapêutico, que utiliza a arte como mediadora entre o indivíduo e o autoconhecimento.A arte é a ferramenta usada para expressar uma ideia, um ideal ou manifestar as mais profundas emoções e sentimentos.

A Arterapia além de propiciar autoconhecimento, estimula a atenção e o reconhecimento das próprias necessidades, assim o individuo tem uma percepção mais clara de si mesmo.

Um ato de sentir no qual a pessoa não apenas fala, mostra, retrata, cria e transforma, através de uma linguagem basicamente não verbal, encorajando a expressão dos sentimentos de uma forma intuitiva e dinâmica

Atendimento

Individual ou em Grupo

Crianças e jovens

Dando-lhes crédito sobre a construção da sua história.

Em um ambiente seguro e livre de julgamentos o partilhante/cliente é convidado a tirar um tempo pra si e respirar fundo. A utilização dos diferentes materiais, aliados às técnicas dos desenhos, da modelagem, da pintura e da colagem, e à construção com sucata, entre outras, permitirá uma nova configuração e materialização dos conteúdos simbólicos, objetivando um aprendizado e socioemocional, desenvolvimento e fortalecimento da autoestima.

Mulheres

Estruturando seu protagonismo.

Em um ambiente seguro e livre de julgamentos o partilhante/cliente é convidado a tirar um tempo pra si e respirar fundo.

Através do contato com diversos materiais e técnicas artísticas acontece a mágica do encontro com seu próprio eu, que facilitado pelo arteterapeuta, propicia um auto entendimento e auto regulação.

Espaço onde as partilhantes estão livres para serem quem são. Despidas de qualquer papel que personifiquem perante a sociedade.

Legado Sênior

Deixando seu legado sênior.

Cada década que passa as pessoas vivem mais e mais anos, assim se deparando com novos desafios, os da longevidade. Entre eles, está a perda muitas vezes, de saúde, vitalidade, diminuição da visão e mobilidade, solidão, inclusive a tão temida demência.

Aqui a arteterapia tem a proposta de valorizar o longevo, trabalhar não o que ele perdeu mas o as potencialidades que ainda possuem. Assim como poder registrar suas memórias seja em forma de narrativa ou com desenhos, pinturas, modelagem, fortalecendo sua autoestima.

Rolar para cima